Meditação Kirtan Kriya

kirtan_k_imag
Se você precisar mudar alguns hábitos, melhorar a sua visão sobre a vida ou a sua concentração, aqui está o mantra  que é um catalisador para a mudança. A meditação é chamada de Kirtan Kriya e se realiza vibrando o Panj Shabad Mantra SA TA NA MA, que origina-se do Bij Mantra ou “Mantra Semente”, SAT NAM.

Tem a energia do átomo no interior, uma vez que estamos quebrando o átomo de som Sat Nam.

Seus quatro sons são o tecido básico da criação, significam:

SA    é o começo, o infinito, a totalidade de tudo o que sempre foi, é ou será.
TA    é a vida, existência e criatividade que se manifesta de infinito.
NA   é a morte, a mudança e a transformação da consciência.
MA   é o renascimento, regeneração e transformação que nos permite experimentar conscientemente a alegria do infinito.

Este é o ciclo de criação. Do Infinito vem a vida e a existência individual. De vida vem a morte ou mudança. Da morte vem o Renascimento da consciência até a alegria do infinito por meio do qual a compaixão nos leva de volta à vida.

VIBRAÇÃO DO MANTRA

Esta corrente de som representa musicalmente da seguinte forma:

5 minutos cante em voz altakirtan divino humano
5 minutos cante em um sussurro alto
10 minutos cante em silêncio (mentalmente)
5 minutos volte a sussurro alto e
5 minutos cante em voz alta

Para 12 minutos:

2 minutos em voz alta
2 minutos sussurre
4 minutos em silêncio
2 minutos sussurre
2 minutos em voz alta

Dessa forma voce estará entoando nas três línguas de consciência:

Humana – em voz alta: o mundo da matéria;

Amorosa – sussurro alto: o desejo de pertencer;

Divina –  silenciosa: conexão com o Infinito.

Para baixar uma versão do mantra clique aqui: Myfreemp3

POSTURA/MUDRA

Sente sukhasana (postura fácil) com coluna alinhada. Feche os olhos e medite sobre Ajna, o terceiro olho (ponto entre as sobrancelhas). Os braços estão em linha reta com as mãos apoiadas sobre os joelhos. Com cada som pressione o dedo correspondente com a ponta do polegar, sempre a partir do indicador. Você vai tocar os dedos de ambas as mãos simultaneamente. Mantenha o movimento dos dedos em toda a meditação.

Ordem e efeitos da pressão em cada dedo:kirtan k planetas
kirtan k tabela

Toda vez que você fecha um mudra juntando o polegar com o dedo, o seu ego confirma o efeito deste mudra na sua consciência.

kirtan k mudra

SA polegar e dedo indicador (A)

TA polegar e o dedo médio (B)

NA polegar e o dedo anular (C)

MA polegar e o dedo mínimo (D)

Para finalizar: Inspire profundamente, suspenda a respiração tanto quanto for confortável e expire relaxando suavmente até completar   1 minuto de calma e silencio. Depois, inspire levantando os braços para cima, alongue a mão, estenda os dedos.  Expire e relaxe.

Clique aqui e saiba como Guruka Singh explica essa meditação (vídeo em ingles).

 

COMENTÁRIO

Praticar este mantra traz equilíbrio mental para a psique. Enquanto vibramos em cada ponta do dedo, alternamos as polaridades elétricas. O indicador e o dedo anelar tem uma polaridade negativa em relação ao resto dos dedos. Isto permite equilibrar a projeção eletromagnética da aura.

Se, durante a parte da meditação silenciosa sua mente divagar, retorne novamente ao sussurro, à voz alta, a sussurrar para então em silêncio novamente. Faça isso quantas vezes forem necessárias.

Se durante a prática de meditação sofrer de dor de cabeça, é provavelmente devido à má circulação para os centros superiores do crânio. Para evitar ou corrigir este problema, se isso já aconteceu, medite os sons primordiais em forma de L. Isto significa que quando meditar, sinta que há um fluxo constante de energia cósmica em seu centro solar, ou décimo portão (topo da cabeça). Enquanto cantar SA por exemplo, o S começa na coroa e A termina na frente na testa ou terceiro olho e a energia é projetada para o infinito. Este fluxo segue o caminho da energia chamado cordão de ouro, a ligação entre as glândulas pineal e pituitária.

Yogi Bhajan disse no solstício de inverno de 1972, “uma pessoa que só usa roupas brancas e meditar sobre este fluxo de som duas horas e meia  por dia durante um ano conhecerá o desconhecido e verá o invisível. Através desta prática constante, a mente desperta para a capacidade.”

Referências:


Shabadratan Kaur 01aPublicado por Shabad Rattan Kaur, Instru­tora de Kunda­lini Yoga formada pelo Insti­tuto de Yoga 3HO do Bra­sil, atuando em Natal, Rio Grande do Norte.