O que é Respirar Longa e Profundamente?

Respirao2a
Respirar profundamente é viver profundamente, é mani­festar o nosso potencial nato de vitalidade em tudo o que fazemos, sentimos, percebe­mos e pensamos.

Uma respiração superficial crônica reduz nossa capacidade respiratória a apenas 1/3 do seu potencial, assim sendo, diminui a produção celular de energia – nos priva dos muitos efeitos saudáveis que uma boa respiração longa e profunda exerceria sobre nossos órgãos internos, sobre o nosso equilíbrio, isolando-nos dos nossos verdadeiros sentimentos, trazendo ansiedade, desarmonia, mal-estar e doenças em todos os níveis da nossa vida.

Como uma respiração longa e profunda pode transformar a nossa vida e nossa saúde?

Escher_Voegel

Para isso é preciso perceber quanto a respiração se associa intimamente não apenas à nossa energia, mas também a cada aspecto do nosso Ser, desde a saúde dos nossos tecidos, órgãos, ossos, músculos, hormônios e sangue, até a quantidade e a amplitude dos pensamentos, atitudes, emoções e consciência. Temos de começar a compreender a imensa influência que a respiração exerce sobre nós, tanto no sentido de abrir-nos, quanto de nos fecharmos ao nosso próprio desenvolvimento psicológico e de cura. A respiração pode guiar-nos através da jornada rumo ao nosso próprio interior.

Existe relação entre a respiração e a experiência de nós mesmos?

A respiração ajuda a acalmar a mente… e a mente quanto mais calma estiver nos mostra uma respiração suave e tranqüila, assim sendo, quando aprendemos a respirar mais longa e profundamente, vamos nos libertando das diversas atitudes inconscientes que adotamos diante de nós mesmos e do mundo – começamos a sentir e a perceber melhor os efeitos em nosso ser.

Quando conseguimos compreender o processo da respiração, começamos a aprender como abandonar o velho e abrir-nos para o novo… a fazermos a troca, nos liberando de tudo o que não serve mais.

Inspirar profundamente é encher-se de energia de vida, é inspirar-se. Expirar profundamente é esvaziar-se, abrir-se ao desconhecido, expirar.

O trabalho com a respiração começa no sentir a atmosfera íntima do organismo, a postura emocional básica que adotamos diante de nós mesmos e dos outros. A respiração nos mostra o caminho para viver quem, e o que realmente somos, o caminho para a plenitude e o bem-estar.

Quando vamos integrando uma respiração mais longa e profunda à nossa vida, começamos a aprender como sentir a nós mesmos de forma mais total, de como ocupar conscientemente nosso corpo – pois até então tínhamos passado a maior parte do tempo ignorando nossas sensações corpóreas, a percepção de nós mesmos – o sentir do nosso ser.

Uma respiração longa e profunda contribui não só para transferir a força vital para os centros superiores, onde ela pode ser transformada, mas também para acalmar a mente e o cérebro. E, quando a mente se acalma, somos capazes de desacelerar ou fazer cessar as atividades mentais desnecessárias que preenchem a maior parte dos nossos dias – e as células e tecidos do cérebro e do corpo podem repousar, recuperar-se, gastando menos e armazenando mais energia.

Uma respiração longa e profunda é Fonte Imortal da Paz… a gente precisa reconhecer esta Fonte. Se quisermos a Paz, temos de aprender a acessá-la… a desfrutá-la, e a nos sentirmos preenchidos… apenas com Gratidão!

E como fazer uma boa respiração longa e profunda? (Continue lendo aqui)


Manvir_Kaur Publicado com carinho por Josely Saldanha, professora de Kundalini Yoga formada em 2009 (Kundalini Research International). Instrutora de Hatha Yoga desde 2004. Pós Graduada em Ensino Superior de Yoga (Faculdades Espírita de Curitiba). Cursos anuais específicos de: Meditação, Respiração e Ajustes de Posturas. Estudante de Budismo e Teosofia. Praticante Iniciada em Kriya Yoga (Yogananda) e Magnified Healing.